Com Democracia Fortalecida, Presidente Nayib Bukele, que tem apoio dos parlamentares, elogiou a decisão. Diretor da Human Rights Watch fala em ‘concentração de poder’. População comemora.

Congresso de El Salvador destitui todos os juízes da Suprema Corte

Novo Congresso de El Salvador, eleito democraticamente destitui todos os membros do Supremo Tribunal de Justiça e procurador-geral

Com Democracia Fortalecida, Presidente Nayib Bukele, que tem apoio dos parlamentares, elogiou a decisão. Diretor da Human Rights Watch fala em ‘concentração de poder’. População comemora.

Ao tomar posse neste sábado 1/5/2021, o novo Congresso de El Salvador, destituiu todos os integrantes da Câmara Constitucional do Supremo Tribunal de Justiça e o procurador-geral. A imprensa e a oposição insistem em “golpe de Estado”.

Com maioria, o partido do presidente, Novas Ideias, foi o grande vitorioso das eleições legislativas do início de março e passou a ter o apoio do Congresso que antes era controlado pela oposição. Acusado de autoritarísmo, Bukele teve suas ações impedidas nos últimos anos pelo Legislativo e pelo Judiciário.

Com 64 votos a favor, 19 contra e um ausente, os parlamentares determinaram a retirada dos cinco magistrados do Supremo Tribunal de Justiça por terem violado a Constituição ao tomarem decisões contra medidas que o presidente Bukele tentou adotar durante a pandemia.

O plenário do Congresso elegeu e deu posse a cinco novos magistrados para comporem a Câmara Constitucional. O presidente salvadorenho com o apoio da população elogiou a decisão.

O Presidente acatou todas as decisões que vinham sendo estabelecidas pela corte, aguardando uma solução democrática, que fosse estabelecida pela representação do povo.

Com 64 votos a favor, sete contra, 11 abstenções e dois ausentes, o procurador-geral da República, Raúl Melara, foi destituído também. 

A organização Human Rights Watch criticou as medidas, e embora a decisão tenha sido determinada pelo congresso, acusou o presidente do país: “Bukele rompe com o império da lei e busca concentrar todo o poder em suas mãos”, disse o diretor da ONG para as Américas, José Miguel Vivanco, em sua conta no Twitter.

Compartilhar isto:

portalentorno

    O seu portal de notícias e entretenimento! Não utilizamos leis de incentivo ou qualquer forma de financiamento com dinheiro público. Para informar qualquer erro ou sugestões para o nosso portal, por favor entre em contato conosco através do email [email protected]