COVID-19: 54% reprovam forma de combate a pandemia de Bolsonaro

Datafolha: rejeição à forma de combate a pandemia chega a 54%

Com aumento de 6 pontos percentuais em relação à pesquisa anterior, essa é a pior marca desde o início do Governo.

A pesquisa aponta que a forma de combate ao Coronavirus, implementada pelo Presidente Jair Bolsonaro é desaprovada por 54% dos brasileiros. 

Como forma de enfrentar o agravamento da crise, o presidente, empossou o novo ministro da saúde, Marcelo Queiroga, médico cardiologista e Presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Queiroga é o quarto ministro da saúde desde que a pandemia teve seu início.

Marcelo Queiroga, presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia, aceitou nesta 2ª feira (15.mar.2021) convite do presidente Jair Bolsonaro para assumir como novo ministro da Saúde. 

Segundo Pazuello, a equipe, em grande parte composta por militares, deverá permanecer em seus postos pelos próximos 10 ou 15 dias, ou até que sejam substituídos. O objetivo é fazer a transição gradual dos detalhes da função, nesse momento de crise nos hospitais do país.

Pazuello permanecerá no posto até que seja acertada a transição definitiva. Só após isso, o ministro considerará a próxima tarefa: “Fim de missão. E o general será destacado para outra frente. Ou seja início de uma nova missão”, informa um assessor de Pazuello.

Gostou das nossas publicações? Então, siga nossas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram Telegram

Compartilhar isto:

portalentorno

    O seu portal de notícias e entretenimento! Não utilizamos leis de incentivo ou qualquer forma de financiamento com dinheiro público. Para informar qualquer erro ou sugestões para o nosso portal, por favor entre em contato conosco através do email [email protected]