sexta-feira, junho 21, 2024
Investigação na Venda de Ingressos para o Show de Taylor Swift; Entenda o que Está Acontecendo e Por que a Ação de Cambismo é Criminosa
EntretenimentoMundoNews

Investigação na Venda de Ingressos para o Show de Taylor Swift; Entenda o que Está Acontecendo e Por que a Ação de Cambismo é Criminosa

Getting your Trinity Audio player ready...

Centenas de ingressos para os shows de Taylor Swift marcados para novembro em São Paulo, estão sendo vendidos por até R$ 12 mil em plataformas não oficiais. Entre as datas, aparecem disponíveis até mesmo, entradas para shows extras, que ainda não começaram a ser comercializados.

Oficialmente, os ingressos na Tickets for Fun custam entre R$ 190 e R$ 1.050. Entradas para as datas já esgotadas também estão disponíveis na plataforma de revenda. 
Com a proximidade dos shows da Taylor Swift em São Paulo, muitos fãs estão enfrentando dificuldades para adquirir seus ingressos. Infelizmente, o que deveria ser uma experiência emocionante e inesquecível está se tornando um verdadeiro pesadelo para muitos consumidores, que estão sendo vítimas de cambistas e fraudes eletrônicas.
Os ingressos para seus shows no Brasil esgotaram rapidamente, com mais de 800 mil acessos em São Paulo durante a pré-venda e mais de 1,6 milhão de acessos durante a venda geral. Fãs ficaram revoltados ao saber que os ingressos estavam prestes a esgotar e derrubaram grades na bilheteria física oficial do Allianz Parque em São Paulo porque um grupo de cambistas estava furando a fila. A polícia e os seguranças tiveram que intervir para controlar a situação. 
O cambismo é uma atividade ilegal e considerada crime contra a economia popular, previsto na lei 1521/51, que dispõe sobre os crimes e contravenções contra a economia popular. Segundo essa lei, o cambista é aquele que compra ingressos de espetáculos e os revende por um preço muito superior ao real, buscando obter lucro exorbitante ao explorar a lei da oferta e da procura.
Investigação na Venda de Ingressos para o Show de Taylor Swift; Entenda o que Está Acontecendo e Por que a Ação de Cambismo é Criminosa
O advogado especialista em direito do consumidor, Dr. Issei Yuki Júnior, explica que a ação dos cambistas é considerada uma violação dos direitos do consumidor. Segundo o Código de Defesa do Consumidor (CDC), é direito do consumidor a proteção contra práticas abusivas e a garantia de informações claras e precisas sobre produtos e serviços.
Diante desse cenário, é fundamental que os consumidores fiquem atentos às leis que os protegem e às possíveis ações que podem ser tomadas em caso de violação desses direitos. Confira abaixo algumas informações importantes sobre o assunto:
1. O que é cambismo e por que é ilegal?
O cambismo é uma atividade ilegal em que um intermediário compra ingressos de espetáculos e os revende por um preço muito superior ao real, buscando obter lucro exorbitante ao explorar a lei da oferta e da procura. Essa prática é considerada crime contra a economia popular, previsto na lei 1521/51, que dispõe sobre os crimes e contravenções contra a economia popular.
2. Quais são os direitos do consumidor?
O Dr. Issei Yuki Júnior enfatiza que, segundo o Código de Defesa do Consumidor, é direito do consumidor a proteção contra práticas abusivas e a garantia de informações claras e precisas sobre produtos e serviços. Além disso, o CDC estabelece que o consumidor tem direito à segurança, à escolha, à informação, à reparação, à prevenção e à facilitação do acesso aos produtos e serviços.
3. O que fazer em caso de violação dos direitos do consumidor?
Se você identificar a ação de cambistas na venda de ingressos para shows, denuncie para as autoridades competentes. O promotor de Justiça do Consumidor de São Paulo determinou que as denúncias sobre a ação de cambistas durante a venda de ingressos para o show da Taylor Swift em São Paulo sejam encaminhadas para a Promotoria de Justiça Criminal.
Além disso, é importante verificar a autenticidade dos ingressos antes de adquiri-los. Evite comprar ingressos de plataformas não oficiais ou de revendedores desconhecidos.
4. Como se proteger contra as práticas abusivas dos cambistas?
Para se proteger contra as práticas abusivas dos cambistas, é importante conhecer seus direitos como consumidor e ficar atento às informações sobre o assunto. Além disso, é indicado buscar ajuda de um especialista em direito do consumidor em caso de dúvidas ou violação dos direitos.
5. O que as empresas responsáveis pela venda de ingressos podem fazer para evitar o cambismo?
As empresas responsáveis pela venda de ingressos podem adotar medidas para evitar o cambismo, como a limitação da quantidade de ingressos por pessoa, a emissão de ingressos nominais e intransferíveis e a utilização de tecnologias que dificultem a ação dos cambistas.
“É fundamental que os consumidores conheçam seus direitos e saibam como agir em caso de violação desses direitos. Denunciar a ação dos cambistas, verificar a autenticidade dos ingressos, conhecer seus direitos, procurar ajuda de um especialista em direito do consumidor e ficar atento às notícias e informações sobre o assunto são algumas das medidas que os consumidores podem tomar para se protegerem e garantirem uma experiência segura e tranquila na compra de ingressos para shows.” Finaliza o Dr. Issei Yuki Júnior.
Investigação na Venda de Ingressos para o Show de Taylor Swift; Entenda o que Está Acontecendo e Por que a Ação de Cambismo é Criminosa

Mais sobre Issei Yuki Júnior:Yuki, Lourenço Sociedade de AdvogadosGraduado em Direito pela Universidade São Francisco com especialização em Direito de Família e Sucessões, e mais de 25 anos de experiência como advogado nas áreas de Direito Civil e Processual Civil, Família e Sucessões, Direito Condominial, Direito do Consumidor e Consultoria empresarial e societária.

Compartilhar isto:

portalentorno

    O seu portal de notícias e entretenimento! Não utilizamos leis de incentivo ou qualquer forma de financiamento com dinheiro público. Para informar qualquer erro ou sugestões para o nosso portal, por favor entre em contato conosco através do email portalentornodf@gmail.com