sexta-feira, junho 21, 2024
Foto: Raul Spinassé / CFOAB
NewsPolíticaUtilidade Pública

OAB pede “fim das violações de direitos humanos” em resposta a Alexandre de Moraes e critica STF

Getting your Trinity Audio player ready...

Ordem volta a criticar proibição de sustentação oral nos tribunais; embate entre OAB e Supremo Tribunal Federal envolve também posicionamento contra julgamento no plenário virtual dos réus dos atos golpistas de 8 de janeiro

Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) divulgou nesta quinta-feira, 23, nota em que defende o direito de sustentação oral nos tribunais e afirma que há descumprimento da regra. A manifestação ocorre após o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, negar um pedido de sustentação oral em julgamento na Corte e já prever uma reação da entidade. “A OAB vai lançar outra nota contra mim, vão falar que eu não gosto do direito de defesa”, afirmou.

“Infelizmente, as prerrogativas não têm sido adequadamente respeitadas, ocasionando a violação da ampla defesa em diversos casos com a supressão das manifestações verbais do profissional da advocacia”, diz a nota, assinada pelo Conselho Federal da OAB e pelo Colégio de Presidentes Seccionais da Ordem.

Entrar OAB defende ‘fim das violações de direitos’ em resposta a Alexandre de Moraes e critica STF

O ministro ainda acrescentou que a nota “vai dar mais uns 4.000 tweets dos meus inimigos. Então, vamos fazer, doutor, a festa do Twitter e das redes sociais”. Moraes defendeu que, de acordo com o regimento interno do Tribunal Superior Eleitoral, acompanhando o regimento interno do Supremo Tribunal Federal (STF), não há sustentação oral em agravos.

Sem citar Moraes, um trecho nota da OAB diz respeito justamente a esse argumento. “O regimento interno de um tribunal não vale mais do que a Constituição e as leis”, afirma o documento.

Fonte: Estadão

Compartilhar isto:

portalentorno

    O seu portal de notícias e entretenimento! Não utilizamos leis de incentivo ou qualquer forma de financiamento com dinheiro público. Para informar qualquer erro ou sugestões para o nosso portal, por favor entre em contato conosco através do email portalentornodf@gmail.com